Slow Fashion & Beauty

Conheça as marcas envolvidas em escravidão infantil

/
Conheça as marcas envolvidas em escravidão infantil

Marcas envolvidas em escravidão infantil.

Eu idealizei o projeto Fashion for Better com o intuito de combater o trabalho escravo na moda. Semana passada na minha coluna falei sobre moda digna. O assunto de hoje é delicado e doloroso, são as marcas envolvidas em escravidão infantil.

De acordo com pesquisas divulgadas pela ONU, estima-se que haja pelo menos 168 milhões de crianças vítimas de trabalho infantil em todo o mundo! Muitas delas são encontradas na África, particularmente na República Democrática do Congo. Os dados da UNICEF esclarecem que no país existem 40.000 crianças trabalhando em minas de cobalto. Por um turno de trabalho, que chega a durar 24 horas, estas crianças recebem menos de 1,80 euros!

No final de outubro do ano passado, o canal de televisão BBC revelou em uma investigação interna que existiam crianças e adolescentes trabalhando em fábricas de confecção de roupas na Turquia, que depois forneciam as peças para marcas como a Marks & Spencer, Mango, Zara e ASOS.

O programa da BBC revelou que essas crianças trabalhavam cerca de 12 horas por dia e recebiam salários desumanos. A maioria eram refugiados e menores de idade. O escândalo do trabalho infantil atingiu nos últimos anos outras marcas como a Nike, a GAP e a H&M. Infelizmente, a aparência e a luxúria falam mais alto em nossa sociedade atual e por isso estamos preocupados em comprar cada vez mais, porém, esquecemos de nos questionar sobre a procedência daquilo que estamos comprando. As crianças são o nosso futuro!

Até a semana que vem,

Francesca Giobbi.