Escravidão Moderna

Escravidão Moderna

Escravidão acabou? Não, infelizmente no mundo atual ainda existeque hoje é chamada de “escravidão moderna”.

Para elevar em escalas extraordinárias seus lucros, os capitalistas se utilizam de muitos meios, um deles é a mão de obra na condição análoga ao trabalho escravo, diminuindo ainda mais os custos na produção. De acordo com o CNN Freedom Project, escravidão moderna é definida quando uma pessoa controla completamente outra pessoa, usando violência ou ameaça, exploração economicamente e proibição de  ir embora, infelizmente é essa  mão de obra que alimenta grandes redes de varejo.

Ambientes pequenos, quentes, sujos, cheios de pilhas inflamáveis de tecido esse é o cenário de trabalho, estima-se que existam 100 mil bolivianos trabalhando em condições análogas à escravidão em 8 mil pequenas confecções na capital paulistana. O trabalho escravo em oficinas de costura brasileiras está ligado ao tráfico de pessoas. Para fugir da miséria, os bolivianos procuram os coiotes , responsáveis por levar pessoas de forma ilegal de um país para o outro, para migrar, e ainda é comum que os trabalhadores morem e costurem no mesmo local em média 12 pessoas. Os quartos são coletivos, e os travesseiros, cobertores são feitos pelos próprios costureiros com retalhos da confecção.

Existem, obviamente, muitos fatores que podem acabar com a escravidão moderna, e uma das maneiras de lutar contra isso é pedir transparência das marcas e suas cadeias produtivas, saiba mais sobre as roupas que você compra e os produtos que você usa, pois de forma indireta, somos nós consumidores que financiamos essa indústria da escravidão.

É uma luta diária pela cidadania, pelos direitos humanos.

(Imagens da internet.)

Related Posts