Eticamente não é sustentável.

Eticamente não é sustentável.

Terça feira, 04/12, a marca francesa Chanel fez o anúncio  que deixará de utilizar  pele de animais exóticos como cobras, lagartos ou crocodilos, em suas criações futuras. Isso, segundo Bruno Pavlovsky : “estava se tornando mais difícil criar eticamente peles de alta qualidade.” Seu estilista veterano, Karl Lagerfeld,  já havia dito anteriormente que Chanel usava peles tão raramente que não conseguia se lembrar da última vez que apareceu na passarela. Tanto que optou por deixar peles exóticas em vez de “impor-nos”. “Nós fizemos isso porque está no ar. É uma escolha livre“, acrescentou Lagerfeld.

Para os defensores da moda ética é motivo de festejo, como a assossiação de proteção de animais PETA declarou em seu site: “Notícias de Última Hora! As rolhas de champanhe estão pipocando“, afinal durante décadas, a PETA pediu à marca que optasse pela moda livre de crueldade, onde nenhum animal precise sofrer e/ou morrer. E, por acreditar na mudança do mercado de luxo, no crescimento do uso das fibras sustentáveis como disse a diretora da HSI, Claire Bass: “O crescimento do luxo fabuloso e das fibras ecológicas que não envolvem animais sofrendo e morrendo está ajudando a impulsionar essa nova era de moda ética. Marcas que usam peles como a Fendi (para a qual a Lagerfeld também projeta), a Dolce & Gabbana e a Louis Vuitton precisam dar atenção e adotar esse futuro livre de peles”.

A Chanel é a primeira marca de moda de luxo a se juntar a outras marcas como Ann Inc., Arcadia Group (proprietária da Topshop), ASOS, bebe, H & M, L Brands (proprietária da Victoria’s Secret), Nike, Nine West, Overstock.com, PUMA e muitos outros que já proibiram peles exóticas.

Infelizmente o efeito das Campanhas de defesa dos direitos dos animais e que são contra o uso dese tipo de pele exótica não surtiram o mesmo efeito no interesse do público com cruzadas similares contra peles . Tanto que as marcas de luxo costumam investir em fazendas de répteis para garantir que as peles sejam produzidas eticamente. Com tantos avanços recentes, como as peles artificiais e o couro vegan, simplesmente não há razão em criar e matar animais para a moda!

*Foto retirada da internet