Mas afinal, o que é Upcycling?

Mas afinal, o que é Upcycling?

‘Conciliar baixo impacto ambiental com alto impacto sensorial’.

Fred Gelli, designer

Que nós estamos em uma onda de expansão e evolução já não é novidade para ninguém. Soluções preocupadas com o meio ambiente e a sociedade de maneira geral estão sendo discutidas em diversas áreas de atuação no mercado, e com a moda não é nada diferente.Nós somos apaixonadas por moda, porém, acreditamos também na durabilidade, originalidade e transparência de custo. Esses são tópicos nem sempre fielmente cumpridos, principalmente pelas grandes empresas fast-fashion que visam apenas a quantidade e o lucro. Para as marcas que pensam fora da caixa, existe uma alternativa para a criação de peças bonitas e  sustentáveis, e esse é o tema do nosso post hoje.

 

Wolf and Lamb.

Upcycling é nada mais nada a menos do que aproveitar algo sem valor comercial que seria descartado e transformá-­lo em algo novo, com um diferente posicionamento e propósito, sem passar pelos processos transformadores químicos e físicos da reciclagem. É reutilizar um material que se tornaria lixo, aproveitando suas propriedades originais.O termo foi utilizado pela primeira vez em 1994 pelo empresário e ambientalista alemão Reine Pilz. Mas só em 2002, no livro Cradle to Cradle: Remaking the Way we Make Things, alcançou os olhos do público. Nele, os autores William McDonough e Michael Braungart afirmam que o objetivo do upcycling é evitar o desperdício de materiais potencialmente úteis, reduzindo o consumo de novas matérias-­primas durante a criação de novos produtos e o consumo de energia, a poluição do ar e da água e as emissões de gases de efeito estufa, resultantes dos processos industriais da reciclagem. Isto torna a prática ainda mais positiva, do ponto de vista ecológico, do que a própria reciclagem.

O upcycling de tecidos têm duas vantagens sobre todas as fibras virgens e até mesmo as recicladas:

A primeira vantagem é que esse método de reaproveitamento não exige energia e outros processos para transformar o tecido descartado em material próprio para uso. A segunda é que ele é capaz de evitar que toneladas de roupas e sobras de material têxtil terminem no lixão, onde vão demorar anos e mais anos para se degradarem e vão poluir muito o meio ambiente no processo. 

Norrfolks.

Titania Inglis.

Related Posts