Não existe um caminho rápido para a sustentabilidade

Não existe um caminho rápido para a sustentabilidade

Como já sabemos, o mundo  está sofrendo de uma infinidade de problemas que aos poucos estão se revelando; e a industria da moda tem a sua parcela de culpa e é por isso que, após uma reformulação, a RiLEY agora dedica-se a ajudar a resolver esses problemas. Assim, levando em consideração as questões mais importantes da indústria da moda, como superprodução e desperdício; passando a só produzirem os seus produtos em quantidades limitadas, com roupas  sem temporada ela também não se alinha com o calendário tradicional da moda.

Assim, se declara no site da marca: “Nossos produtos são projetados para a vida, não apenas uma temporada. Acreditamos que o futuro é circular, por isso colocamos a eco-inovação e a sustentabilidade no centro de tudo o que fazemos. Utilizando materiais residuais reciclados e fibras naturais responsáveis, focamos na criação de produtos duráveis ​​e versáteis. Por meio de design responsável e sem gênero, pretendemos liderar o movimento em práticas sustentáveis.

A mudança ocorreu por toda a equipe querer ir contra a corrente e reavaliar todo o seu negócio, cadeia de suprimentos e produtos, e resultado da preocupação com o futuro, então cada decisão de agora é centrada no desenvolvimento sustentável do mundo. Através de um design se  concentram em criar produtos duráveis ​​e versáteis que são feitos a partir de materiais residuais e tecidos naturais. Somos neutros em termos de gênero porque acreditamos na igualdade e acreditamos que qualquer um pode usar o que quiser.

Como também a marca se esforça para ver  a pobreza ser erradicada, a mudança climática revertida e a igualdade como parte fundamental de nossa sociedade global. Por isso decidiram apoiar a Human Rights Watch– uma organização não-governamental, sem fins lucrativos, que luta contra as injustiças em todo o mundo. Eles fornecem e se orgulham de seus relatórios imparciais, defendendo e protegendo os direitos humanos globalmente e as Metas Globais da ONU–  há 17 metas que precisam ser alcançadas até 2030 e elas têm o poder de acabar com a pobreza, combater a desigualdade e impedir a mudança climática.

Isso como forma de aumentar a conscientização sobre os problemas críticos que ainda precisam ser resolvidos em todo o mundo.  Eles só podem ser cumpridos se todos trabalharmos juntos. Pois, a sustentabilidade é muitas vezes associada apenas ao meio ambiente, mas na verdade abrange três pilares interdependentes: ambiental, social e econômico.  Certamente não existe um caminho rápido para a sustentabilidade,  ” Não vamos afirmar que somos 100% sustentáveis ​​ainda, mas estamos totalmente comprometidos. Todos os dias, há mais e mais revelações sobre como nossas ações estão impactando negativamente o nosso planeta. Não se preocupe, estamos assistindo e estamos tomando nota.”afirma a marca.

 

*Foto retirada da internet

 

 

Related Posts