Nós Inventamos o jeans.  E reinventamos o que  significa usá-los.

Nós Inventamos o jeans.  E reinventamos o que  significa usá-los.

A Levi Strauss & Co. é uma das maiores empresas de vestuário do mundo e líder mundial em jeans. A marca Levi’s é a mais importante do grupo, mas eles detém também a Dockers, fabricante de calças cáqui há mais de 30 anos. Hoje, a Dockers possui uma ampla variedade de roupas e acessórios repletos de inovações e detalhes significativos. Lançada em 2011, nos EUA, a Denizen,  também do grupo Levi’s, fabrica calças jeans de excelente qualidade e feitos exclusivamente para a Target e na Target.comNo total, possuem 500 lojas e seus produtos estão disponíveis em 110 países pelo mundo.

A marca é referência, não só pelo jeans icônico, mas também pelas várias ações em direção da sustentabilidade.

Tudo teve seu início em 1853, na época da Corrida do Ouro, quando Levi Strauss se mudou para Bavária, mais especificamente para São Francisco, abrindo uma mercearia, onde vendia roupas, botas e outros produtos para as pequenas lojas de varejo do Oeste americano.

Em 1873, Jacob Davis, um alfaiate de Reno, Nevada, se une a Levi Strauss para criar roupas de trabalho, reforçadas com rebites, feitas de denim true blue. E em, 20 de maio de 1873, o escritório de marcas e patentes dos EUA concede a patente no. 139121 a Levi Strauss & Co. e Jacob Davis por sua invenção, o jeans, que originalmente chamava “XX”.

No começo a Levi’s fez roupa esportiva, sabiam? Pois é, em 1895 a Levi Strauss & Co. lançou suas primeiras calças para ciclistas, mais tarde produziu roupas para os atletas dos Jogos Olímpicos de 1980 e 1984 e com Levi’s Commuter, um produto de desempenho multifuncional, projetado para o ciclista moderno.

Mas, foi com os autênticos Cowboys,  elevados a um status mítico,  usando os jeans Levi’s,  tornaram-se sinônimos de uma vida de liberdade e independência.  Rapidamente os habitantes do Leste, que queriam a experiência, viajavam para ranchos no Oeste, para comprar seu primeiro Levi’s,  e começaram assim, a espalhar a influência do Oeste para o resto do país.

Foi conquistando o mundo, expandindo seu domínio e se diversificando, que em 1934, criou o primeiro jeans para mulheres, o Lady Levi’s, feito de denim pré-encolhido e produzido com algumas  características dos jeans 501® masculinos, mas trazendo uma cintura elegantemente alta e ajustada.

Um data importante para marca e História foi 1991, quando criaram o primeiro conjunto abrangente de normas para contratantes em todo o mundo, chamado de Termos de Compromisso, para ajudar a promover padrões justos de trabalho e os direitos dos trabalhadores.

“Em 1991, a Levi Strauss & Co. publicou suas Condições de Contratação, que protegem os direitos dos trabalhadores que fabricam as suas roupas. Este documento inovador também garante condições de trabalho seguras, saudáveis e humanas. Somos, há muito tempo, um líder na área dos direitos dos trabalhadores e continuamos a esforçar-nos para melhorar as vidas dos trabalhadores do setor do vestuário, dentro e fora da fábrica.”

Louvável !!!!

E a partir daí e sempre, a Levi’s iniciou e honrou uma série de ações, que merecem atenção, como por exemplo, em 2011, quando é lançada a coleção WaterLes, que representou uma economia de mais de 880 milhões de litros de água no processo de lavagem do jeans e mais de 16 milhões de litros de água que foram reutilizadas.

Há dois anos, uma fábrica em Bangladesh fez uma parceria com a empresa em um novo experimento: trabalhando com especialistas da International Finance Corporation (IFC), o braço de empréstimos do Banco Mundial, procurou maneiras de economizar energia. Em um ano, a fábrica e cinco outras que participaram do piloto na Índia, Sri Lanka e Vietnã cortaram as emissões de carbono, em uma média de 20% e coletivamente economizaram US $ 1 milhão.

É um trabalho que a Levi’s planeja ampliar. A medida que busca uma nova meta – cortar suas emissões como uma empresa alinhada ao acordo climático de Paris. Até 2025, a empresa pretende usar 100% de energia renovável em todas as suas próprias instalações, reduzir as emissões nesses edifícios em 90%, em comparação com a pegada da Levi em 2016 e, em um movimento que nenhuma empresa tentou antes, também planeja reduzir o consumo.

Mas convencer os fornecedores a levar a sério a redução de emissões não é uma tarefa fácil. “É muito mais fácil dizer para nossas próprias instalações, chegaremos a 90%, e então elas se responsabilizam”, diz Mindy Lubber, CEO e presidente da Ceres, uma organização sem fins lucrativos de sustentabilidade que trabalhou com a Levi’s. “Eu acho que você tem que ser mais inteligente, mais criativo, mais empreendedor, conseguir que seus fornecedores façam isso, porque você não os possui, e enquanto você tem um incentivo econômico para eles fazerem isso, você não pode fazer uma redução de 40% das emissões de fornecedores, segundo ela, é uma meta ambiciosa e  nunca feita no passado.

Agora, a Levi’s também trabalhará com fornecedores para avaliar a possibilidade de mudar para energia renovável. Expandirá o programa não apenas para as fábricas de costura de roupas, mas, para instalações que fabricam o tecido.

Embora, os agricultores não estejam incluídos no novo plano para tratar da cadeia de fornecimento, a empresa também planeja trabalhar com a Better Cotton Initiative, um programa que ajuda os agricultores a reduzir suas pegadas de carbono, usando menos fertilizantes e pesticidas químicos e mudando para práticas como o plantio de culturas de cobertura. A Levi’s  busca maneiras de ajudar os consumidores a reduzir o impacto, já que os mesmos são responsáveis ​​por cerca de um terço do total de impressões digitais da empresa. As suas etiquetas de cuidado dizem “lave menos, lave, deixe secar, doe quando não precisar mais”, por exemplo, já que a lavanderia é uma das maiores áreas de impacto do consumidor e alfaiates em lojas oferecem reparos para que os jeans durem mais.

A Levi’s é a primeira empresa de vestuário nos EUA a definir metas no âmbito da Iniciativa de Metas Baseadas na Ciência, embora outras, incluindo a Gap e a Nike, tenham se comprometido a fazer o mesmo. Como as marcas de vestuário costumam compartilhar os mesmos fornecedores, à medida que a Levi’s ajuda os fornecedores a melhorar, outras marcas se beneficiarão, e a empresa espera que outras as sigam com seus próprios objetivos. “Queríamos mostrar às pessoas da indústria o que é possível”.

Outra ação incrível, que inclui a Levi’s, começou com uma ideia do empresário Jamie Mazur e de seu sócio Sean Baron. Depois de muita pesquisa concluíram que a solução para alcançar o sonhado “jeans perfeito” estava nas Levi’s vintage – e em seus jeans puídos, deteriorados pelo uso e manchados. Essa então, seria a matéria-prima perfeita para que

uma nova peça fosse criada – e assim nasceu a Re/Done que recicla jeans de uma marca legendária, sendo ao mesmo tempo sustentável e moderna. Demaaaaais !!!

A Levi’s foi pioneira desde seu nascimento, ao longo de sua jornada e até hoje, sempre preocupada com a filantropia, sustentabilidade, consciência do consumidor e principalmente em servir como referência para outras empresas adotarem ações, para que a indústria crie menos impacto negativo no planeta.

E por aqui, no Brasil, desde 2007, a Latam Airlines dá nova vida aos uniformes ao invés de descartá-los. Em parceria com a Instituição Amigos do Bem, a empresa reforma as peças para doá-las as comunidades atendidas por essa organização, reduzindo assim o impacto que uma empresa aérea gera no ambiente. São toneladas de uniformes reutilizados!!!

É uma somatória de boas intenções e ideias,  linkadas a pessoas e empresas que fazem acontecer promovendo incentivo a um trabalho justo e digno com consequente impacto positivo na sociedade e finalmente no planeta.

A empresa/indústria dificilmente será 100% sustentável pois, são inúmeros os elos da cadeia produtiva, mas é incrível perceber, que muitas delas, tentam reformular e readaptar, pelo menos um, desses elos da cadeia.

Vamos em frente !!!!

 

 

Fontes:
Revista Vamos/Latam 07.18
www.levi.com.br
www.marianakalil.com.br
www.fastcompany.com
www.businessoffashion.com
www.instagram.com/shopredone

Related Posts