Sobre dieta e sustentabilidade

Sobre dieta e sustentabilidade

Que o nosso estimado planeta Terra não vai nada bem, nós já estamos cansados de saber. Mudanças climáticas bruscas, poluição que não acaba mais, desmatamento e a escassez da água são apenas alguns dos infinitos malefícios que o ser humano já causou no planeta. As orientações são sempre as mesmas: recicle o lixo, tome banhos rápidos, ande mais a pé ou de bicicleta e evite o desperdício. Mas você já se perguntou se isso é mesmo tudo que pode ser feito para amenizar o impacto que causamos?

O desenvolvimento sustentável tem sido uma pauta discutida em grandes conferências mundiais e em reuniões das mega-empresas e organizações que se preocupam com o futuro e buscam soluções práticas e efetivas.  A sociedade, pela primeira vez, está se vendo em um beco sem saída aonde a sustentabilidade é a única alternativa para a nossa sobrevivência. Porém, muito pouco ainda se fala sobre como a nossa dieta e alimentação afetam diretamente o planeta.

Como a sustentabilidade é um assunto em alta nos tempos atuais, é muito comum presenciar pessoas comentando sobre meio ambiente e sobre aquecimento global mas é muito difícil alguém comentar sobre os hábitos alimentares, não é mesmo? Esse é um ponto extremamente delicado, afinal, ele sugere a mudança de hábito e nem sempre estamos dispostos a sair de nossa zona de conforto.

Foto: Pinterest

Mas uma coisa é fato: é impossível falar de sustentabilidade sem levantar a questão da alimentação, porque é algo que fazemos todo dia, três vezes por dia. A alimentação envolve muita coisa, que vai desde o que comemos até o destino do nosso lixo.

As pessoas não prestam muita atenção na cadeia do alimento e como ele chega até a mesa. O que está progredindo um pouco é a questão da saúde, há uma preocupação maior do impacto da questão alimentar, mas não na relação entre alimentação e meio ambiente. Estamos mais preocupados com a nossa saúde na hora de escolher os nossos alimentos, mas se vivemos em comunidade, não seria importante considerar a saúde de nosso planeta também?

De acordo com a nutricionista carioca Natália Chede, é importante consumir alimentos orgânicos, reduzir o consumo de produtos industrializados e consumir o máximo possível de produtos orgânicos e locais – isso colabora também para aquecer a economia do seu bairro, ao invés de suportar grandes corporações alimentícias você pode favorecer um negócio de família. Além disso, é importante saber aproveitar bem todos os alimentos, como por exemplo a casca de banana. Ser responsável com a variedade de alimentos que se come também é um caminho para a sustentabilidade! A mania de comer uma quantidade imensa de produtos diferentes na mesma refeição gera um desperdício enorme. Nós precisamos ter uma variedade na alimentação, mas ao longo dos dias e não tudo no mesmo prato, na mesma refeição.

Natália Chede afirmou também que a alimentação vegana é primordial para aqueles que desejam contribuir efetivamente e causar um impacto positivo no mundo – vamos falar sobre esse assunto no próximo post!

Related Posts